Archives

Dias singulares

sexta-feira, 16 de dezembro de 2016

E de repente há um mundo entre nós E a falta de palavras cria uma distância quilométrica O que dói é não achar sentido mais nas coisas Muita vida passou, seria muito ingênuo acreditar que seríamos imunes Onde foi que as coisas pararam de acontecer? Tem dias assim, de indecisões doídas Dias que não quero [...]

Transição

domingo, 6 de dezembro de 2015

Assim, de susto, decidimos mudar. Mudar tudo! Mudar de casa… Mudar de cidade… É quase como mudar de vida. E mudamos porque a vida mudou. Ou porque queremos que ela mude. Sonhar já não tem nos bastado. Mas não se escolhe rotas novas sem deixar caminhos antigos pra trás. Não é possível encher nossas malas [...]

Antagonismo

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Tenho tido dias incompletos e confusos. Uma vontade louca de pertencer e ao mesmo tempo um louco e inquietante desejo de não ser mais. É aquela mania de sentir além. E nenhum desses sentimentos é pequeno, nenhum deles é pouco, nenhum deles é meio. E não faço a menor ideia de como sentir diferente. Sou [...]

Do que nunca será óbvio

terça-feira, 24 de setembro de 2013

“Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido. Eu não: quero uma verdade inventada.” (Clarice Lispector) O óbvio não me atrai. Não sei escrever sobre ele. O sentido denotativo vai na contramão do meu ser. É que há um tanto de dor, e tristeza, e (in)conformismo [...]

Apaixone-se pela vida

domingo, 10 de junho de 2007

O verdadeiro sentido e a verdadeira motivação para a vida é a paixão. Estar apaixonada e me apaixonar a cada dia. Hoje eu afirmo com toda a certeza que ninguém deveria passar a vida sem ter uma grande paixão. E não estou falando só no sentido de relacionamentos. Ter uma paixão é ter algo ou [...]

Ser mãe! Ser filha!

quarta-feira, 28 de março de 2007

Desde pequena, achava muito estranha aquela frase: “Ser mãe é padecer no paraíso”! Descobri recentemente uma nova: Ser pai é padecer no prejuízo (deve ser antiga porque hoje em dia tem muita mãe fazendo esse duplo papel). E essa palavra “padecer” sempre me intrigou e sempre achei muito feia. Sempre sonhei e imaginei como seria [...]