Amor Real

O amor se basta por um tempo. E todos afirmam que é o melhor tempo. Aquele tempo em que os dois não se desgrudam, que não conseguem ficar muito tempo sem ligar, só pra dizer oi, só pra saber como o outro está, ou dizer mais uma vez o quanto o ama. Aquele tempo de andar de mãos dadas, de dar beijo na boca sem se preocupar com mais nada. Aquele tempo que os olhos brilham tão forte e que o amor está impresso no sorriso. Aquele tempo que o amor é tão contagiante que chega a causar inveja às pessoas que passam perto. Aquele tempo em que tudo era sonho. Era sonho ter uma casa, ter filhos, um cachorro, festas em família. Aquele tempo acabou. Os sonhos tornaram-se reais, e junto com eles vieram as contas, os problemas, as dificuldades. Não dá mais pra se preocupar apenas com qual filme vão assistir no cinema, ou qual cartão vai dar no dia dos namorados. A preocupação agora é outra, a fatura do cartão de crédito, a escola dos filhos, a reforma da casa, o crescimento da empresa.

O amor continua, mas tudo é diferente agora, é difícil aceitar, porque a gente sente falta daquele friozinho na barriga, daquela inquietação no corpo e nos pensamentos. De ter como 1º e último pensamento do dia, aquela pessoa. Mas a gente amadurece e começa a perceber que simplesmente “um amor e uma cabana” não daria certo. Porque você quer seu sucesso profissional, você quer uma bela casa, um belo carro e proporcionar uma ótima educação para seus filhos. Você quer viajar e conhecer lugares diferentes. Você quer sair de vez em quando com os amigos. Você quer a vida real. O amor real. Aquele que vence todas as dificuldades juntos. Aquele que te acha linda quando você acabou de acordar com a cara amassada. Aquele que acredita que vai envelhecer ao seu lado, porque você é a melhor companhia que ele poderia imaginar. Aquele que consegue enxergar sua essência, o seu melhor. Aquele que respeita sua individualidade e compartilha seus sonhos. O amor real é um intercâmbio de experiências e sentimentos, e por isso é tão difícil. Diferente dos amores de contos de fadas você não consegue fabricar um amor real, e não adianta querer que ele caia de pára-quedas em seu colo. Quem quer o amor real, deve começar do começo, acreditar, ter muita paciência e estar pronto para todos os desafios que ele trouxer. Não são poucos e não são fáceis, mas a recompensa é indescritível.

Stella Verçosa

aaa

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , ,

21 respostas para Amor Real

  1. Amei o seu blog..

    o amor e suas mil faces.. cada uma mais maravilhosa q a outra..
    bjosss

  2. Edu disse:

    É assim mesmo…. beijos… te amo.

  3. Achei fantásticos os seus textos. A carga de emoção é muito intensa. Menina (me permita falar assim), você escreve demais…

  4. João ricardo disse:

    Amor, amor amor.Talvez a única coisa que realmente valha a pena nesse mundo cheio de vaidades e obstáculos.Pra além de qualquer consideração, eis o amor, com todo o seu rompante e que não precisa de uma mercedez bens lhe dando suporte ou de uma fisionomia sem igual, porquanto, tira a força de sua própra essência.Para os que conhecem tal sentimento, só posso dizer uma coisa: PRESERVEM-NO.
    abraço e parabéns pelo post.

  5. Amor real…espero um dia ainda ter a chance de vive-lo.
    parabens pelo post.

  6. P. Florindo disse:

    Amor vicia. Amor machuca. Amor dá sentido a vida. Todos precisamos de alguém que nos ame, seja o amor da família, de um amigo ou daquela pessoa que você quer compartilhar todos os momentos juntos. =)

  7. Ana Karolina disse:

    Bela Foto e belo texto! Adorei o blog, textos com que passam muita emoção e muito bem escritos!
    Nunca tive um amor assim, verdadeiro, mas até as pequenas paixões no começo são sonhos, tem esse frio na barriga, passar o dia só pensando na pessoa, mas as dificuldades do dia a dia acabam desgastando a relação… Muito boa a observação sobre os desafios a serem enfrentados com o amor verdadeiro, assim como em toda relação ;)

    Beijos

  8. Van disse:

    gostei mto do seu blog.
    é apeixonante!!! =D
    fui…

  9. Fábio disse:

    Tens toda a razão. Amor mesmo é aquele que sabe das dificuldades, vontade, anseios, tristezas e convive com elas de forma harmônica.

    Sempre acho que só poderíamos falar que amamos alguém quando chegarmos ao final da vida, pois, aí sim saberíamos ponderar tudo o que acontecer e avaliar se foi amor ou não.

    Beijos e Parabéns pelo belíssimo blog!

  10. disse:

    falar de amor é mesmo apaixonante, né? hehe
    lindo texto! parabéns pelo blog! ;)

  11. Isadora disse:

    O amor real, acho q é o mais importante, é aquele q segura qquer barra, qdo as coisas não vão bem… te dá a mão, te dá apoio, tudo com os pés no chão, estabilidade.
    Belíssimo texto Stella!
    E eu ainda quero encontrar um amor assim… aliás, os dois, o amor q sonha tudo, q o amor q vê a realidade.
    :)

  12. Tati disse:

    Muito bem feito seu blog! É simples, mas recheado de sentimentos.
    Legal!!!
    Passarei aqui mais vezes.

  13. RLima disse:

    Ai caramba.. olha q preciosidade eu descobri… e perceba q foi vc q me descobriu primeiro…

    Vim aqui curioso para saber qm por lá tinha passado e percebi o quão grandioso é este espaço… o quão grandioso é a forma sincera e distinta pela qual expressa seus pensamentos..

    Vou ficar fã e incluí-lo no meu espaço O AveSSo dA ViDa IndIcA

    Ah.. e veja bm.. o amor é um sentimento devastador… mas muito gostoso de ser vivido.. se bm vivido.. como já dizia o bom Millôr Fernandes: “O amor chega sem ser pressentido e sai fazendo aquele quebra-quebra”.

    Bjs,

    RLima

    [ http://oavessodavida.blogspot.com/ ]

    O AveSSo dA ViDa – um blog onde os relatos são fictícios e, por vezes, bem reais…

  14. Anônimo disse:

    Uau! Fiquei sem palavras agora.

    Muito bom o texto e em certo ponto até me identifiquei. Não sou de relacionamentos longos porque como você descreveu, gosto do friozinho na barriga e quando esse friozinho some e vira rotina, eu desisto e parto pra outra, ver se com ela consigo sentir esse friozinho enquanto estivermos juntos. Que isso não demore pra acontecer, ficar pulando de galho em galho é triste e solitário…

  15. Rafael disse:

    Uau! Fiquei sem palavras agora.

    Muito bom o texto e em certo ponto até me identifiquei. Não sou de relacionamentos longos porque como você descreveu, gosto do friozinho na barriga e quando esse friozinho some e vira rotina, eu desisto e parto pra outra, ver se com ela consigo sentir esse friozinho enquanto estivermos juntos. Que isso não demore pra acontecer, ficar pulando de galho em galho é triste e solitário…

  16. mary disse:

    “O amor se basta por um tempo”.
    E depois? O que é necessário?

    Bem conveniente esse texto para mim.

  17. ANDRADE JORGE disse:

    CONHECI SEU BLOG NO ORKUT, VIM FAZER UMA VISITA, E ADOREI SEU ESPAÇO
    ANDRADE JORGE

  18. Aline disse:

    Adorei seu texto. A paciência, o respeito, a compreensão, o comprometimento e ser companheiro um do outro são muito importantes para que o amor real e verdadeiro dure. Beijos

  19. Jamille disse:

    olá! li a maioria de seus textos, gostei muito da forma como vc escreve e consegue transmitir com clareza alguns sentimentos.
    voltarei sempre.
    um abraço.

  20. Anônimo disse:

    Adorei demais.PARABÉNS

  21. Vinícius disse:

    Parabens… Um texto belo. Expressa tanto sentimento… É maravilhoso sentir amor… Realmente, quando ficamos mais velhos (adultos) tudo parece ficar mais dificil. Porém, acho que é sempre importante trazer novamente o amor para nós. Tornando o amor ainda mais forte…
    Obrigado…
    Abraços…

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>