A Culpa é das Estrelas

“Os verdadeiros heróis, no fim das contas, não são as pessoas que realizam certas coisas; os verdadeiros heróis são as que REPARAM nas coisas”.

E depois desse livro, ando assim, não deixo passar os detalhes, as metáforas e nem mesmo os mais sutis dos gestos. Nem sei entender direito, mas nunca mais sou a mesma depois de um livro. É como se um pedacinho de cada história se fundisse com a minha, e sendo assim, no final, sempre sou eu e mais uma: uma personagem enigmática, uma frase perfeita, uma forma diferente de pensar.
Mas a beleza desse livro é dessas que envolve, porque é de uma honestidade atordoante, mas leve e segura de falar da vida, da morte e do amor.
É impressionante como algumas coisas foram feitas para nos questionar, nos desalinhar. E ando mesmo assim, revendo minha vida. Ando assim, com tempo de sobra pra me questionar. E descobri que sou feita disso, dessas coisas que me tiram do rumo e me comovem. Sou o efeito colateral do que faço com meu tempo, de como vejo o mundo, de como eu sinto a vida, de como eu sonho e amo.
E a despeito do tempo que sobra, é só porque ele parece não passar quando esperamos algo novo para nós. É que ele deveria ter o mesmo ritmo dos nossos sonhos e da nossa ansiedade. Passar como um cometa quando esperamos boas notícias e andar em câmera lenta quando nos perdemos em um abraço. Poucos minutos para esperar a resposta de um cliente, minutos a mais para apreciar o pôr do sol, um dia inteiro para ouvir histórias dos nossos pais, horas intermináveis ao lado dos nossos filhos, uma vida inteira com um amor verdadeiro.
Que haja uma infinidade de tempo, por menor ou maior que ele possa parecer, pra que eu aprecie a vida por inteiro. Porque no intervalo entre uma coisa boa e outra nem tanto, é que eu faço minha vida valer.

O livro é lindo e o escritor é ótimo, mas não é disso que estou falando… Não é pra se contar, é pra sentir… Sente vai…

“Parecia que tinha sido, tipo, há uma eternidade, como se tivéssemos vivido uma breve, mas infinita, eternidade. Alguns infinitos são maiores que outros.”

Stella Verçosa


Foto de http://melinasouza.com

Tags: , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>